SERVIÇO DE ATENDIMENTO 24HORAS: 3211-9900

Conheça o Atendimento Pré-Hospitalar (APH)

O Atendimento Pré-Hospitalar ou, simplesmente, APH é aquele realizado por um profissional da área de saúde (médico e equipe de enfermagem), fora do ambiente hospitalar, com o intuito de prestar a primeira assistência a vítimas de acidente ou acometidas por emergências clínicas, como acidente vascular cerebral, infarto agudo do miocárdio, convulsões etc.

Esse atendimento inclui a realização de procedimentos médicos adequados à situação da vítima e seu transporte para uma unidade de pronto-atendimento ou hospital, numa condição de estabilidade e de forma regulada.

O APH auxilia os hospitais na medida em que trabalha com situações menos perigosas e complexas. Sendo assim, essas unidades fixas ou móveis conseguem solucionar problemas menos graves que seriam tratados no hospital. Dessa forma ajudam na desocupação dos hospitais proporcionando mais espaço para os atendimentos que exigem uma unidade hospitalar mais complexa.

A atuação dos profissionais de saúde no Atendimento Pré-Hospitalar é regulamentada pela Portaria n.º 2.048 do Ministério da Saúde, que normatiza os serviços de urgência e emergências, dos quais o Atendimento Pré-Hospitalar faz parte.

Os profissionais que atuam no APH são capacitados para lidar com todas as urgências de saúde de natureza traumática ou clínica. Portanto, todo Atendimento Pré-Hospitalar é um atendimento que ocorre fora do ambiente hospitalar e eles podem ser de dois diferentes tipos:

  • APH móvel
  • APH fixo

 

APH móvel

Nesse sentido, considera-se como APH móvel todo aquele atendimento que busca chegar rapidamente às vítimas, mediante uso de veículos com equipamentos e estrutura adequados a esse tipo de situação. Para atender pessoas com problemas de saúde de diversas ordens, como acidentes e traumas, como várias outras alterações clínicas, as quais se não bem abordadas no seu atendimento inicial, podem acarretar danos maiores à saúde e até a morte.

A legislação brasileira afirma que o APH móvel precisa estar integrado com uma Central de Regulação de Urgências e Emergências. Assim sendo, o APH torna-se um prestador de socorros oficial, inserido no sistema de saúde local.

Um usuário atendido pelo serviço pré-hospitalar móvel pode ser estabilizado e ter seu problema resolvido no próprio local de atendimento, ou ser encaminhado para uma unidade hospitalar mais adequada para o seu tipo de problema, já que esse transporte é precedido de regulação médica com a unidade que vai recebê-lo.

APH fixo

O Atendimento Pré-Hospitalar fixo é aquele realizado por estabelecimentos de saúde de menor complexidade e visa promover uma primeira assistência até que o paciente possa ser transferido para um nível mais alto.

O paciente com quadros agudos de natureza clínica, traumática ou psicológica é atendido em uma unidade básica de saúde por profissionais da área médica até que possa ter direcionado para um pronto-atendimento.

Qual o objetivo do APH?

Por ser um atendimento que trabalha com a vida de pessoas, o APH tem alguns objetivos estritos que devem ser cumpridos. Somente assim o serviço pode ser bem realizado.

O principal objetivo do Atendimento Pré-Hospitalar é mobilizar, estabilizar, e transportar, quando necessário, a vítima de um acidente ou de um outro evento de qualquer natureza, para que a mesma tenha o melhor cuidado no menor espaço de tempo possível, visando prevenir complicações e alterações mais graves no seu estado de saúde.

Quem recebe os atendimentos?

Todo cidadão que está em território brasileiro tem o direito de receber Atendimentos Pré-Hospitalares. Para isso, existem o Serviço de Atendimento Móvel Pré-hospitalar público, feito pelo Serviço de Atendimento Móvel às Urgências (SAMU), e Corpo de Bombeiros, bem como os serviços privados ou contratados por qualquer pessoa para esse tipo de atendimento. Acidentes de modo geral, como o de trânsito e o industrial, devem todos ser tratados com os Atendimentos Pré-Hospitalares.

Após chegar até o local da vítima, os profissionais de saúde prestam os primeiros cuidados essenciais à manutenção da vida e estabilização do paciente. Posteriormente, o paciente é transportado no veículo para algum serviço de saúde que disponha das tecnologias que serão necessárias para a continuidade de seu cuidado.

Qual a equipe que presta esse tipo de serviço?

Normalmente, a equipe de Atendimento Pré-Hospitalar inclui um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem e um condutor, todos capacitados para esse tipo de atendimento. De acordo com a gravidade do agravo à saúde, a presença do enfermeiro e do médico é definida por uma Central de Regulação.

De maneira geral, o primeiro atendimento de saúde (que acontece antes de o paciente ser transferido para o hospital) pode ser estruturado em duas modalidades: o suporte básico de vida (SBV) e o suporte avançado à vida (SAV):

  • SBV — diz respeito a manobras não invasivas para a manutenção da vida e prevenção de lesões com gravidade leve e moderada;
  • SAV — manobras invasivas específicas e mais complexas para o tratamento de lesões ou condições mais graves, que necessitem de intervenção médica.